Peripécias da Vida XXXVIII


Mariana: Agora sim, deu para perceber de onde vem tanta pressa e estupidez junta. – Sim era ele, o Rodrigo à minha frente

Rodrigo: Pois, só podias ser tu! Desculpa foi sem querer, mas nem vale a pena perder o meu tempo contigo.

Ia a levantar a minha mão mas fui impedida pela Margarida.

Margarida: Anda daí, não vale a pena. – Pegou no meu braço e levou-me lá para fora

Mariana: Porquê que me paras-te? Ele estava bem a precisar daquele estalo! Sabes melhor que ninguém disso. 

Diana: Mariana, está tudo bem? Quem era aquele rapaz que foi contra ti?

Mariana: Aquele é o Rodrigo… - Ela interrompeu-me

Diana: Não precisas de dizer mais nada já sei quem ele é.

Margarida: Estamos quase de férias! Mais tempo para eu passar com o meu menino!

Mariana: E não era de esperar que tu viesses com o teu menino, mas olha ele hoje vem buscar-te à escola?

Margarida: Sim vem, e tu vais sozinha para casa?

Diana: Não vem comigo, e vamos almoçar à casa da avó dela!

Mariana: Ai vamos? A minha avó não me avisou de nada?

Diana: O meu irmão, ficou doente e hoje fui leva-lo à tua avó para ficar com ele, e ela disse para tu eu irmos lá almoçar.

Mariana: E o quê que o Bruno tem?

Diana: Não sei, mas tem muita febre e tem tosse.

Mariana: Oh coitadinho, mas ele vai ficar bem vais ver.

Diana: Espero que sim, mas e tu estás bem?

Mariana: Eu? Porque haveria de estar triste? – O meu telemóvel toca – Espera é a minha mãe, tenho de atender. – Desviei-me e falei com a minha mãe

(chamada)

-Olá mãe, bom dia.

-Bom dia filha, liguei-te para te dizer que logo à noite temos visitas, eu vou sair mais cedo do trabalho para fazer o jantar ajudas-me?

-Mãe é o teu namorado que vai lá jantar?

-Sim, é o Gonçalo mas logo conversámos sobre isso. Vais almoçar à tua avó?

-Tenho de agradecer a esse santo! Conseguiu pôr-te a sorrir novamente! E sim vou almoçar à avó.

-Sim filha sim, vou ter de desligar. Beijinhos e boas aulas.

-Até logo mãe, bom trabalho adoro-te.

(fim de chamada)

Mariana: Meninas logo vou ter visitas em casa!

Diana: E vais demorar muito a dizer? Ou nem por isso?

Mariana: O namorado da minha mãe vai-me ser apresentado!

Diana e Margarida: E ele tem filhos?

Mariana: Hahahahahah, não sei nada acerca do homem.

Diana: Tu não sabes se ele tem filhos? – Só faltava começar e bater-me

Mariana: Pronto, acho que tem um filho, mas é mais velho que eu!

Margarida: É giro?

Mariana: Como é que eu sei se ele é giro se nunca o vi?

Margarida: Vais ver hoje e vais-nos dizer logo em primeira mão!

Mariana: Isso significa?

Diana: Significa que quando o vires mandas-nos uma mensagem a dizer alguma coisa, eu vou jantar à tua avó por isso, se quiseres passas a estrada!

Mariana: Vamos lá para a aula que vocês estão a fazer muitos filmes. – E lá fomos nós as três sorridentes, 
passamos pelo bar e estava ele, rodeado de raparigas – Estão a ver? Apresento-vos o novo galã da escola, que gajo convencido! Enerva-me tanto!

Margarida: Finge que o vês e segue em frente. É o melhor a fazer.

Diana: Concordo com a Magui, anda vamos para a aula. – Deu-me um empurrão leve e seguimos para a aula

Chegamos, e a stora estava a abrir a porta, aquela stora é a mais pontual de toda a história dos professores daquela escola! Então entramos e sentamo-nos, era a última aula antes do almoço, e passou a correr, o toque de saída ecoou pela escola toda e todos nos apressamos a sair das salas de aula. Já cá fora estávamo-nos a despedir, pois a Margarida estava à espera do namorado, ele chega acompanhado pelo Rodrigo.

Mariana: Anda Diana, vamos embora que o ambiente ficou demasiado pesado para mim.






Será que as duas vão embora ou será que vão ficar?
Só no próximo capitulo (amanhã) ficaram a saber.
Comentem, por favor, comentem é muito importante para mim!
Beijinhos Mara

5 comentários:

Anónimo disse...

Adorei, continua ;D

mara disse...

Obrigada anónimo, agr só amanha! :D

writingspace1 disse...

Talvez ache que ja sei quem é o namorado da mae dela, mas so no proximo capitulo nao e?
*.*

Anónimo disse...

vai demorar muito para meteres mais? :D

Hugo disse...

Opá fogo que história mais secante, não tens mais nada para fazer senão escreveres estas cenas?