Peripécias de Vida XXXVI


XXX: Chamo-me Marco. E tu?

Mariana: Olá, eu sou a Mariana. Olha desculpa, não sabia que os teus pais tinham partido.

Marco: Não faz mal Mariana, fui eu que te contei. Tu não tens culpa.

Mariana: Olha, desculpa, mas porquê que me contas-te uma coisa assim grave se tu nem sequer me conheces? – Disse um pouco intrigada

Marco: Eu tenho vindo a observar-te, não te assustes eu venho na paz, mas tu destacas-te das outras raparigas. Não sei bem explicar, mas sinto que és muito especial!

Mariana: Sou nada especial, de especial não tenho mesmo nada. Aliás sou bem normal, para o meu gosto mas pronto sou como sou e gosto de ser assim, e não pretendo mudar por nada nem por ninguém, quem gosta, gosta quem não gosta não é obrigado a comer por isso só tem de pôr na beira do prato.

Marco: Tens tudo especial, és linda… - ele ficou um bocado corado

Mariana: Não fiques corado, eu gosto muito de receber elogios e vindo de um rapaz tão lindo como tu ainda são melhores. – Ele olha para mim, e hipnotiza-me com o olhar dele, tão profundo, neste momento paralisei por completo

Marco: Mariana, estás a sentir-te bem? Queres que te leve para a enfermaria?

Mariana: Não Marco, quero que fiques aqui comigo, não me apetece ir às aulas. Ficas comigo?

Marco: Sim, eu fico também não me estava a apetecer nada. Assim fico na companhia de uma menina muito linda.

Mariana: Mas eu não quero que percas aulas por minha causa. Vai lá, mas dá-me o teu número, quero falar contigo.

Marco: Está quase a tocar eu não vou fazer nada à aula fico contigo e depois vamos juntos ok? Tens o telemóvel aí?

Mariana: Está bem, fica comigo. Não tenho, mas eu dou-te o meu número e mandas-me uma mensagem. – Cheguei-me para perto dele e este agarrou-me e ficamos ali a olhar para o céu enquanto eu brincava com a sua camisola e o fecho do casaco

Marco: Estás-te a divertir, com o fecho do casaco!

Mariana: Por acaso estou. Isto enerva-te? – Ele acenou com a cabeça que sim, então eu para o irritar, continuei a fazer isso mas mais rápido, ele levanta-se – Então? Ia cair, estava apoiada em ti.

Marco: Se te queres, apoiar de novo apanha-me e eu fico quieto. – Começou a correr

Mariana: Oh não me faças isso, por favor.

Ele não me ouvia, só corria e corria. Parei e sentei-me no banco, a minha respiração estava ofegante. Ele vem ter comigo.

Marco: Já parada? Que fraquinha. Pensei que me ias dar mais luta. – Eu comecei a tossir bastante, sentou-se ao pé de mim e estava a dizer para eu me acalmar e isso tudo, quando a tosse parou abracei-o com muita força – Então que se passa pequenina?

Mariana: Nada, precisava de um abraço, só isso! Desculpa, mas às vezes dá-me assim estes 5 minutos.

Marco: Estes 5 minutos dão-te de quanto em quanto tempo? É que se for todos assim eu quero que te dêem várias vezes ao dia para me abraçares.

Mariana: Ai, que estúpido. – Virei-me para o lado fingindo-me de amuada

Marco: Mariana, foi sem querer, desculpa-me. Eu sei que sou parvo, estúpido, isso tudo. Mas foi sem querer, eu sou muito burro, desculpa se te tratei mal. Não foi por querer. – Levantou-se e preparava-se para abandonar o local mas não deixei

Mariana: Onde é que pensas que vais? – Disse eu enquanto puxava-o pelo braço

Marco: Vou-me embora, tu não deves querer ficar ao pé de um gajo estúpido e convencido. – Pegou na minha mão e tirou-a de cima do seu braço e foi embora

Mariana: Marco! – Não me ouvia e fui atrás dele, já mais perto dele volto a chamar – MARCO! – Voltei-o para mim e encostei-o à parede – Onde é que ias? Achas mesmo que eu ia ficar chateada por causa de uma cena como essa? Estava a brincar, desculpas?

Marco: Primeiro, ficas muito fofinha quando te enervas. Segundo, e se eu agora inverte-se os papeis?

Mariana: Como assim? – Neste momento ele “atira-me” contra o muro

Marco: Agora quem manda sou eu. E não podes fugir.

Mariana: Veremos meu querido marquinho.

Tentei libertar-me de todas as maneiras e feitios mas nada resultava.

Marco: Então essa força? Onde está? És mesmo fraquinha linda. – Ele chega-se mais perto de mim

Mariana: O quê que estás a tentar fazer?

Marco: Se o fizer deixa de ser tentativa certo? – Comecei-me a rir e ele cada vez se aproximava mais à medida que as suas mãos deslizavam até à minha cintura quando a alcançou puxou-me bem para ele

Mariana: E se eu parar? Fica a ser na mesma uma tentativa! – Eu pus os meus braços de modo a tapar-lhe o pescoço

Marco: Estás-me a mostrar que não queres parar, ou seja eu posso continuar. – As suas palavras arrepiavam-me o corpo todo

Mariana: Depende, eu posso querer, e não poder. Já pensas-te nisso? – O ritmo do meu coração aumentava cada vez e eu só pensava em beijá-lo

Marco: Mariana, queres-me beijar? – Estávamos praticamente colados, podia sentir o seu respirar muito quente no meu corpo as suas mãos macias na minha anca, aqueles olhos derretiam-me, o seu sorriso era esplêndido, aquele rapaz atraí-me pelo aspecto físico porque eu acabei de o conhecer

Mariana: Queres mesmo que eu te responda? Ou queres adivinhar a resposta? – Abracei-o e ele beijou o meu pescoço senti um arrepio na espinha forte, finalmente a boca dele encontrou a minha boca, tocou suavemente no canto da minha boca e depois finalmente beijou-me, num instante a sua língua invadia a minha boca, a andava por lá a vaguear sem destino e sem rumo assim como eu fazia na boca dele, o beijo foi quebrado quando ficamos sem fôlego para o continuar

O Marco não se afastou de mim e sorriu para mim retribui o sorriso e ficamos assim um tempinho, brincava com a minha mão e eu com uma madeixa de cabelo dele.  






Este rapaz aparentemente é boa pessoa, mas será que vai continuar assim?
Nunca se sabe, não é?
Desculpa lá estar um bocado ausente mas nao me tem premitido para muito mais!

Esepro que gostem e continuem a comentar, e saber o que acham da minha história!

Beijinhos meus lindos (L)

8 comentários:

Catt´s disse...

ADORO *.*
Escreves muito bem .
preciso de falar contigo urgentemente, ok ?
a serio e muito importante, aconteceram coisas horríveis .

writingspace1 disse...

Adorei
Mas onde fica o Rodrigo no meio desta historia?
Kiss *.*

Catt´s disse...

publiquei um capitulo novo,fico a espera que o vás ver .
LÝ and Kiss .

sóniafonseca disse...

* para a semana fofinha :)
também escreves muito bem.
beijinhos.

Catt. disse...

ahah , és uma querida amor !

ly*

Fantasia do Céu disse...

gostei do blog, sigo!

Catt. disse...

és sim e fim !

Catt. disse...

eu sei , eu sei !

o que é que é estranho ? xD