Peripécias de Vida XVII


(chamada)

Tou? Margarida?

Mariana? Tas-me a ligar do telemóvel do Rodrigo?

Sim, sim. Tenho uma coisa para vos dizer tas com o André?

Sim, tavamos a namorar mas diz…

Desculpa querida… põe em alta voz.

Já esta desembucha!

Bem, a Clara gosta do Afonso e o Afonso dela, continuando nós vamos junta-los.

E como podes dizer Mariana?

André, bastante simples! Amanha, não tens aulas de manha, certo?

Sim…

Então amanha, envias uma mensagem à Clara a dizer que magoas-te no parque da cidade à beira do lago que escorregas-te e partis-te uma perna qualquer coisa.

Isso é fácil! Mas e o Afonso?

O Afonso fica por conta da Magui. Pode ser?

Claro, diz só tou de ouvidos!

Então amanha de manha, mandas uma mensagem ao Afonso a dizer que cais-te à beira do lago do parque 
da cidade! Dizes que ias ter com o André qualquer coisa! Inventem.

Achas que resulta?

Sim, vais ver! Aqui a “je” esta com um pressentimento muito bom.

Bem vou desligar quero namorar. Beijinho, até amanha!

Desculpa mais uma vez e aproveitem. Até amanha!

Desliguei e o Rodrigo assim para mim.

Rodrigo: Gostas mesmo de ver os teus amigos felizes, gosto muito isso em ti!

Mariana: Sim dá-me um prazer enorme, ver-vos felizes! É o que eu preciso para estar bem comigo mesma! 
– Com um sorriso enorme nos lábios

Rodrigo: És tão linda! – De repente as suas bochechas ficaram mesmo muito vermelhas e sentiu-o e olhar 
para o chão

Mariana: Não é preciso ficares assim envergonhado eu adoro receber elogios por isso amei o teu elogio! E podes repetir sempre que quiseres! – Pondo um sorriso par ele ver que estava tudo bem

Rodrigo: Obrigada! Fazes sentir bem. Tu é que disses-te que te podia elogiar por isso agora não vou parar! 

Mariana: O doutor é que manda!

Rodrigo: Está a ficar tarde, tenho e ir embora já está tarde e tenho de ir para casa a minha mãe deve estar preocupada. – Disse pondo-se a pé da cadeira

Mariana: Já? Oh tens mesmo de ir? É que vou ficar sozinha. Não tens pena de mim?

Rodrigo: Eu não quero mas tenho de ir, a minha mãe está a contar comigo para a ajudar! Desculpa, mas amanha não tenho aulas de manha e passo aqui mas não almoço contigo.

Mariana: Então porquê? Não gostas-te do nosso almoço? Pensei que tinhas gostado tanto ou mais que eu!

Rodrigo: Mariana, sabes bem que isso não é verdade! Eu almoçava contigo outra vez ate tu saíres do 
hospital! Mas não posso mesmo, os meus pais estão a meio do divorcio e eu vou ficar com o meu pai e tenho de mudar de casa e essa coisa toda é por isso e a minha mãe está muito triste e quero passar algum tempo com ela para ver se a animo!

6 comentários:

disse...

Ainda não sei , mas só vou poder durante os fins-de-semana e feriados . Eu ainda não tenho ideias , que resultem , mas se não for esta semana , para a semana já publico .
Eu gostei , gostei , mas gostei mesmo da tua . Eu até tive vontade de chorar ! Nunca deixes que esta história linda acabe , ok ?

writingspace1 disse...

Obrigada, pelo comentário!
Adorei!!!!!!

disse...

Eu sei , que tem que acabar , pois acabaria por se tornar uma seca , mas eu só quis dizer que gosto , mesmo muito .
Acho que vou começar a escrever hoje , e amanhã publico .

disse...

Eu sei , que tem que acabar , pois acabaria por se tornar uma seca , mas eu só quis dizer que gosto , mesmo muito .
Acho que vou começar a escrever hoje , e amanhã publico .

disse...

Vou publicar no Dreams ♥ .

Catt´s disse...

Adoro a tua historia *.*