Peripécias da Vida LIII


Rodrigo: Estou com muito medo!

Mariana: Tu é que pediste! – fui continuar o me banho, e quando saí não lhe dirigi uma palavra, estávamos a caminho do hospital e eu estava nervosa

Sónia: Eu vou entrar, vens Mariana?

Mariana: Sim vou. Ficas aqui fora depois sobes. – Dei-lhe um beijo rápido e subi com a Sónia, o meu pai estava deitado ainda um pouco atordoado, mas quando me viu abriu os olhos e quis pôr-se para me cumprimentar, mas não conseguiu visto que estava cheio de fios e com agulhas nos braços, cheguei perto dele

Luís: Mariana, que estás aqui a fazer? – Perguntou

Mariana: Eu estou aqui a fazer-te uma visita não se nota? – Cumprimentei-o

Luís: E a escola? E a tua mãe? Como é que vies-te? – Perguntava confuso

Mariana: Calma pai. Eu vim de comboio com o meu namorado, a mãe sabe de tudo. A escola tive de vir és tu pai, não te ia deixar!

Luís: Namorado? Mariana, tu és muito nova para namorar! – Exclamou

Mariana: Pai, eu não vim aqui discutir isso contigo. E não és tu que me vais dizer o que devo ou não fazer!

Luís: Sou teu pai! E tu Sónia? Não dizes nada? – Perguntou

Sónia: Sabes que eu discordo contigo, ela já é grandinha para saber o que deve ou não fazer Luís!

Luís: Quero conhecer o rapaz. Ele ta cá? – perguntou

Mariana: Está lá em baixo.

Luís: Ele que suba, quero conhece-lo.

Mariana: Pai se vais fazer uma cena esquece! Prefiro que fiques na ignorância!

Luís: Não faço cenas, mas deixem-me lá ver o rapaz! – A Sónia foi perguntar às enfermeiras se podíamos estar 3 pessoas no quarto, elas deram autorização e eu fui buscar o Rodrigo, ele veio e foi cumprimentar o meu pai, ele estava mesmo muito nervoso, mas a conversa foi-se desenrolando e até se estavam a dar bem, já falavam de futebol e tudo! Por fim o meu pai disse – Se tu algum dia lhe fazes mal, és um rapaz morto!
Rodrigo: Eu não lhe farei mal nenhum, pode ficar descansado! Está na hora de ir almoçar, vens comigo Mariana? – Perguntou-me

Mariana: Não sei, e a Sónia?

Sónia: Eu fico aqui com o teu pai, e quando vocês chegarem eu vou almoçar pode ser?

Mariana: Sim, até já pai. E ate já Sónia. – Despedi-me dos dois e o Rodrigo também, fomos almoçar ao centro comercial e quando acabamos fomos para fora apanhar um pouco de ar e namorar um bocadinho – Estou feliz amor!

Rodrigo: Então porquê?

Mariana: Porque o meu pai te aceitou bem! – Dei-lhe um beijo

Rodrigo: É, ainda bem que aconteceu assim! – Deu-me um beijo a mais outro e mais outro, e ficamos a namorar um bocadinho, o resto do dia passou normalmente quando chegamos a casa o Rodrigo estava no sofá a ver T.V. enquanto que eu e a Sónia fazíamos o jantar

Mariana: Sónia eu vou fazer uma coisinha ok? Não podes ficar chateada!

Sónia: Faz la! – Exclamou

Mariana: Preciso que graves! – Ela acenou que sim, enchi uma jarra de água, certifiquei-me que estava mais fria do que a de manha, fui muito devagar atrás dele, e virei a jarra pela cabeça abaixo do Rodrigo, ele salta do sofá

Rodrigo: Fogo, está gelada! – Exclamou, eu ria-me que nem uma perdida – Não dá vontade de rir.

Mariana: Oh coitadinho do meu menino. – Disse fazendo beicinho e chegando ao pé dele – Queres um beijinho para passar o gelo que água estava queres? – Ele acenou que sim e eu beijei-o – Tá melhor?

Rodrigo: Sim! Mas não voltes a fazer isto! – Exclamou

Mariana: Se tu também não fizeres mais eu não faço!

Rodrigo: Ok. – Passado um pouco fomos jantar, e passados uns dias estava de novo em casa, com isto já se tinha passado mais de um mês e o meu namoro com o Rodrigo corria bem, ainda não tínhamos contado aos nossos pais mas estávamos a decidir isso neste momento – Vai ser uma bomba para eles! Tenho medo, tenho medo de te perder!

Mariana: Tem calma, o nosso amor resiste a tudo lembras-te, depois de 2 anos sem nos vermos, sem nos tocarmos o nosso amor resistiu a isso, por isso seja qual o que eles disserem nós vamo-nos manter juntos, não te posso prometer mas posso fazer com que isso aconteça! – Sorri-lhe e dei-lhe um beijo – Vamos? – Acenou que sim, descemos as escadas e demos um beijo para nos “encorajar” os nossos pais estavam no sofá – Precisamos de vos dizer uma coisa.

Gonçalo: Diz Mariana! – Exclamou sorrindo

Mariana: Eu e o Rodrigo namoramos. – A expressão mudou na cara dos nossos pais, o Gonçalo pôs-se a pé, de frente a nós




Peço desculpa por postar só postar agora, mas foi quando deu s: 
E também peço desculpa pela merda que está este capitulo
Mudei o visual do blog e o seu nome, gosto mais dele assim! Espero que também gostem! Dêem as vossas opiniões através de comentários!

Beijinhos Mara*

2 comentários:

Chicáá disse...

estava melhor o visual anterior mas o blog é teu, kisses

Cláudiia * disse...

obrigado mesmo *-*
e não tem mal, só vens quando puderes e se quiseres.
espero que volte, custa tanto..
beijinho linda e obrigado novamente.