Peripécias de Vida XLII


Mariana: Quem vir até pensar que me vais pedir em casamento! Levanta-te e dança comigo. – Estiquei-lhe o braço e ele levantou-se, agarrou-me na cintura e eu pus os meus braços por cima dos ombros dele, encostei a cabeça ao ombro dele e ele puxava-me para si e ia mexendo as suas mãos nas minhas costas eu levanto a cabeça e o nosso olhar cruzou-se – Porquê? Rodrigo, eu amo-te mas desta vez quem não consegue sou. Tu foste tão mau para mim, como é que eu ainda te amo?

Rodrigo: E eu nunca te esqueci, desde que fui para o Algarve não consigo deixar de pensar em ti, eu amo-te mais a cada minuto que passa, nunca fui capaz de amar alguém como te amo a ti… - olhei-o nos olhos e não fui capaz de resistir mais, ele era alguém perfeito para mim, e beijei-o com todo o amor que sentia por ele e ele por mim, quando as nossas bocas se separaram ambos sorrimos – Tu ainda gostas de mim!

Mariana: Eu disse-te, não acreditas-te foi? – Fingi de amuada

Rodrigo: Mas este beijo veio confirmar minha princesa.

Mariana: E quem te disse que sou tua? E que sou princesa?

Rodrigo: Ai, és difícil… mas eu sei que me amas, e não vale a pena dizer que não porque eu sei que é verdade.

Mariana: Grr, que parvo!

Rodrigo: Mas tu amas-me assim maluca.

Mariana: Pois tens razão, eu amo-te Rodrigo mas nós nunca podemos ficar juntos, ainda para mais agora os nossos pais namorados eles nunca iam aceitar este namoro. – Disse pondo o meu olhar no chão

Rodrigo: Mas nós nem sequer tentamos, e se nunca tentarmos nunca saberemos…dá-me mais uma oportunidade! Peço-te para me perdoares e para que nós tenhamos futuro!

Mariana: Ai Rodrigo pareces os políticos a falar! – Neste instante ele sai da minha beira e dirige-se à cabine do DJ – Agora vais por música queres ver? – Começei a andar em direcção à mesa onde nós estávamos, mas de repente oiço uma voz que me era familiar, era ele…

Rodrigo: Bem, eu nunca fiz isto … nem sei por onde começar, talvez por te dizer te amo! Amo-te de uma forma muito especial, desde do primeiro momento em que te vi! Mariana Martins aceitas namorar comigo? – ele ajoelhou-se e estava a sorrir, mas era um sorriso nervoso

Mariana (pensamento): E agora? Ai, eu quero tanto! O quê que eu digo? Ele fez isto, e nunca fez isto a ninguém! Acho que ele gosta mesmo de mim e não custa tentar! – No meio disto tudo o bar todo gritava “sim, sim, sim, sim” ele estava de pé em frente a mim à espera da resposta e eu estava estática, acordei e beijei-o, foi um beijo tão intenso, e as pessoas gritavam.

Rodrigo: Isto é um sim?

Mariana: É meu amor, eu amo-te e não aguento estar mais tempo longe de ti!

Rodrigo: Hoje sou o rapaz mais feliz do mundo! Eu amo-te princesa e nunca mais te vou deixar prometo.

Mariana: Não me prometas o que podes não cumprir, não cais outra vez no mesmo erro por favor.

Rodrigo: Sim eu não prometo, a única coisa que quero é beijar-te. – nisto aproximou-me de mim e beijou-me, era tão bom senti-lo comigo, sentir que ele é meu, e assim estávamos nós os dois agarrados um ao outro no meio daquela multidão – Anda vamos para a beira deles.

Chegamos à mesa e começaram todos com piadinhas do tipo “tanto ódio e agora namoram”, “ai Rodrigo, 
desconhecia esta tua faceta de romântico” e mais umas quantas.

Mariana: Já chega não? É que se não bazo já! – E pus-me a pé

Margarida: Estávamos a brincar. Gosto muito de vos ver juntos. Mas olha e o jantar? Gostas-te do namorado da tua mãe?

Rodrigo: Sim, ela gostou mais do meu pai do que de mim. Quando me viu estava capa de me matar.

Margarida: O teu pai? Tu? Não percebi…

Mariana: O pai dele, é o namorado da minha mãe. Ou seja quando eu o vi à porta de minha casa fiquei tipo “ o quê que ele está aqui a fazer?”… mas isto não acaba aqui… ele vem viver comigo, amanhã vamos começar as mudanças. – E beijei-o

Margarida: Isso é que é mudanças. Anda, vamos dançar. – Levou-me com ela, dançamos muito até que fomos ter com eles para ir embora – Amor, está na hora de irmos embora.

André: Sim tens razão, querem vir? – Perguntou a mim e ao Rodrigo

Mariana: Temos de esperar pela Diana. E por falar nela não sei onde está…

Rodrigo: Ai temos?

Mariana: Pois não te avisei, tu e ela hoje vêm dormir à minha casa… Com esta confusão toda esqueci-me de te avisar.

Rodrigo: É lá, já vou dormir com a minha princesa hoje? – e tentou beijar-me

Mariana: Não porque tu vais dormir no teu futuro quarto, eu e a Diana vamos dormir no meu quarto.

Rodrigo: Mas se certeza que ela não se importa de trocar comigo!

Mariana: Anda vamos lá para fora ver se ela chega e mais o Afonso. – Fomos os 4 para fora do bar – Eles não estão aqui, acho que lhe vou ligar. – Liguei e ela não atendeu – Pessoal ela não atende estou a ficar 
preocupada.

André: Eu vou ligar ao Afonso. – Afastou-se e ligou-lhe – Bem acho que estão bem, estão juntos a Diana disse que não vai dormir a tua casa mas amanhã de manhã passa lá, acho que quer falar contigo.
Margarida: Então sendo assim, acho que vamos indo. – Despedimo-nos e cada um seguiu caminho 





O primeiro poste de 2012, espero que gostem e dêm as vossas opiniões...
E tambem espero que tenham entrado com o pé direito neste novo ano ;)

Beijinhos Mara

7 comentários:

SDC ♥ disse...

Olá (:
Gostava de te pedir se podias divulgar o nosso blog, por favor (:
Beijinhos , e obrigada !

Catarina disse...

mesmo assim , cada devia sentir bem da maneira que é , o que conta é o INTERIOR !

SDC ♥ disse...

Muito Obrigada, nós também gosta-mos muito da tua história ((:

Mel disse...

Então, não continuas a história ? Beijo*

Mel disse...

Aww ainda bem, já estava curiosa. ah não tem mal, isso está sempre a acontecer (confundir pessoas). Mas é na boa, assério :)

Mel disse...

Na boa rapariga, publica masé a história para me matares a curiosidade :D Beijinhos.

Mel disse...

Ah! :D Claro que comento. Eu respondo é na boa. O meu nome é Melanie, mas tratam-me por Mel :)